Perguntas frequentes

F.A.Q. 1 – Definições E Legislações De Água Mineral


  • Qual a definição de água mineral?

    Segundo a Resolução RDC n° 274, de 22 de setembro de 2005 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a definição de água mineral é: a água obtida diretamente de fontes naturais ou por extração de águas subterrâneas. É caracterizada pelo conteúdo definitivo e constante de determinados sais minerais, oligoelementos e outros constituintes considerando as flutuações naturais.

  • O que são oligoelementos e qual sua importância?

    Os oligoelementos são partículas químicas – metais ou metalóides – cujos grupamentos são necessários em pequenas quantidades no corpo de um organismo (geralmente 100 partes por milhão). São denominados, também, micronutrientes ou compostos. Os oligoelementos existem em todas as águas - potáveis, minerais e marinhas.

    A água da chuva, ao atravessar a atmosfera se carrega, ainda que escassamente, de oligoelementos no seu despenho das nuvens ao solo. Principais oligoelementos existentes nas águas minerais: bismuto, boro, bromo, cádmio, cobalto, cobre, estanho, estrôncio, gálio, germânio, iodo, lítio, manganês, selênio, titânio, tungstênio, vanádio e zinco.

    A água mineral bioleve é considerada uma água oligomineral, pois contém diversos tipos de sais, todos em baixa concentração.

  • O que é água mineralizada?

    Existe no mundo, uma grande polêmica entre a água comum adicionada de sais minerais – a chamada água mineralizada e a água mineral natural.

    SABOR ARTIFICIAL: É notória a diferença de sabor entre a água mineral natural, que passa por um processo milenar natural de purificação pela natureza e a água mineralizada, que é uma água comum que passa por um processo industrial onde são adicionados sais.

  • O que são sais minerais?

    Os sais minerais são elementos que desempenham diversas funções essenciais no organismo, tanto como íons dissolvidos em líquidos orgânicos como constituintes de compostos essenciais.

  • O que são macrominerais?

    São chamados macrominerais alguns minerais como sódio, potássio, cálcio, fósforo e magnésio, considerados macronutrientes por serem necessários em grande quantidades ao organismo (100 mg/dia ou mais).

  • O que é captação de água mineral?

    Segundo a Portaria Nº 374, de 08 de outubro de 2009 do Departamento Nacional de Produção Mineral DNPM, a captação é um ponto de tomada superficial ou subterrânea de água mineral, termal, gasosa, potável de mesa ou destinada para fins balneários de um aqüífero, envolvendo o conjunto de instalações, construções e operações necessárias visando o aproveitamento econômico das referidas águas.

    A captação deverá ser construída de modo a preservar as propriedades naturais (químicas e físico-químicas) e microbiológicas (higiênico-sanitárias) da água a ser captada e impedir a sua contaminação.

  • O que é a NSF Internacional?

    A NSF - National Sanitation Foundation, dos Estados Unidos da América é a Organização Líder Mundial em Segurança Alimentar e Proteção da Saúde Pública. A NSF Internacional é uma das mais respeitadas instituições norte-americanas. Trata-se de uma instituição sem fins lucrativos, fundada em 1944.

    É a certificação de qualidade, conforme exigências do FDA - Food Drug Administration dos E.U.A. e pela OMS - Organização Mundial da Saúde. Especializada no desenvolvimento de padrões, testes e certificação de qualidade nas áreas de saúde pública, segurança alimentar e proteção ao meio ambiente.

    Os programas de certificação NSF são aceitos e freqüentemente requeridos pelas entidades de saúde pública de todo o mundo. Mais do que um reconhecimento à bioleve, a certificação coloca a cidade de Lindóia, o Estado de São Paulo e o Brasil entre os renomados grupos com o selo NSF.

  • Como obtivemos esse reconhecimento

    Para obter a certificação da NSF a empresa passa por um rigoroso processo. Nossa certificação aconteceu em duas etapas principais:

    • Primeiramente, nossa água mineral foi analisada nos Estados Unidos. Foram 180 parâmetros de análise física, química e microbiológica. Essa análise comprovou a qualidade da água como sendo de nível internacional.

    • Numa segunda etapa, os técnicos da NSF fizeram uma inspeção in loco, averiguando nossas instalações e processos de envase, comprovando que adotamos normas e controles de qualidade aprovados pelos mercados internacionais.

    Essas duas etapas são repetidas anualmente, para que possamos manter o selo da NSF.

  • Quais benefícios a certificação NSF traz ao consumidor?

    O Programa de certificação exige que a bioleve cumpra e mantenha os rigorosos padrões internacionais impostos pela NSF. A água mineral bioleve continuará sendo testada e inspecionada periodicamente pela NSF, juntamente com a planta e o processo de envase.

    Essas práticas são constantes na bioleve , seguindo os programas de qualidade com análises diárias em nosso laboratório e análises semanais no Instituto Adolfo Lutz de amostras coletadas diretamente nos distribuidores. A certificação veio ao encontro de nossa missão quanto à qualidade, buscando sempre superar as expectativas dos nossos consumidores.

  • O que é APPCC?

    A sigla APPCC significa Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle e é conhecida internacionalmente por HACCP – Harzard Analyses and Critical Control Point. O sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) foi desenvolvido para garantir a produção de alimentos seguros à saúde do consumidor.

    Seus princípios são utilizados no processo de melhoria da qualidade, contribuindo para maior satisfação do consumidor, tornando as empresas mais competitivas e ampliando as possibilidades de conquista de novos mercados, principalmente o externo.

    O APPCC é baseado em uma série de etapas, inerentes ao processo industrial dos alimentos. Inclui todas as operações que ocorrem desde a obtenção da matéria-prima até o consumo do alimento, na casa do consumidor. Fundamenta-se na identificação dos perigos potenciais à segurança do alimento e nas medidas para o controle das condições que geram os perigos, prevenindo possíveis não conformidades.

  • O que é qualidade total?

    Qualidade Total é a filosofia de gestão que procura alcançar o pleno atendimento das necessidades e a máxima satisfação das expectativas dos clientes/usuários em todos os processos de uma organização. A Qualidade Total se consolidou como gerenciamento de empresas a partir das seguintes constatações:

    • São os clientes e usuários que decidem se um produto ou serviço atende a suas necessidades e satisfaz suas expectativas;

    • Esta satisfação é influenciada pelo que a concorrência oferece. O cliente é um "alvo móvel", cujas expectativas crescem à medida que se ampliam as suas opções;

    • A satisfação total do cliente é obtida por meio do conjunto das atividades da empresa ao longo do tempo e não apenas na ocasião da venda de um produto ou serviço. Estas atividades incluem projeto, fabricação, venda, instalação, faturamento, atendimento e outros.

    • A Qualidade Total foi implantada na bioleve, juntamente com o Sebrae, com o objetivo de buscar constantemente a excelência nos produtos e serviços oferecidos.

  • A legislação para água mineral é a mesma que a da água de abastecimento público?

    Não. A legislação que regulamenta a água de abastecimento publico (torneira) é a Portaria N° 2.914, de 12 de dezembro de 2011(*), que dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade.

  • Qual a diferença de água potável e água mineral natural?

    Água para consumo humano: segundo a portaria N° 2.914, de 12 de dezembro de 2011(*) água para consumo humano é água potável destinada à ingestão, preparação e produção de alimentos e à higiene pessoal, independentemente da sua origem;

    Água Potável:
    Segundo a portaria N° 2.914, de 12 de dezembro de 2011(*) água potável é a água que atenda ao padrão de potabilidade estabelecido nesta portaria e que não ofereça riscos à saúde;

    Água Mineral:
    Segundo a resolução RDC n° 274, de 22 de setembro de 2005 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a definição de água mineral é: a água obtida diretamente de fontes naturais ou por extração de águas subterrâneas. É caracterizada pelo conteúdo definitivo e constante de determinados sais minerais, oligoelementos e outros constituintes considerando as flutuações naturais.

  • O que é garrafa de PET?

    O PET – Polietileno Tereftalato é uma resina aprovada para uso em diversos alimentos e inclusive a água mineral. Na bioleve, o processo utilizado para a fabricação de garrafas com a resina PET é dado pela sua bio-orientação. As garrafas de PET ficam armazenadas em paletes protegidos por plástico (strech) até o momento de sua utilização no envase.

  • O que significa radioatividade na fonte?

    A radioatividade é a presença do elemento químico radônio na água. Ela só é detectada quando de sua surgência, ou seja, na fonte, conferindo a água características terapêuticas classificando-a de acordo com a legislação específica. A água envasada não possui a radioatividade encontrada no momento de sua captação.

  • O que é hidrologia?

    O termalismo são recursos naturais terapêuticos, no qual se aproveitam os agentes físicos naturais. (Benedictus Mário Mourão)

  • O que é hidrologia?

    Hidrologia relaciona-se à ciência que estuda as águas em geral, em todas as suas formas e manifestações na superfície da Terra, seja na atmosfera, nas nuvens, nos mares, nos rios, nos subsolos, nas fontes e nas geleiras. (Benedictus Mário Mourão)

  • O que é crenologia?

    Crenologia é uma divisão da hidrologia, que abrange o conhecimento e o estudo das águas mineromedicinais em suas aplicações práticas, na prevenção e tratamento de várias entidades mórbidas. (Benedictus Mário Mourão)

  • O que é hidroterapia?

    Hidroterapia consiste no emprego da água potável, das águas mineromedicinais e da água do mar, aproveitando a termalidade (banhos quentes gerais e parciais, banhos de vapor) e a ação hidromecânica (duchas em geral, balneocinesiterapia, hidromassagens, aeroterapia em forma de bolhas de ar ou turbilhonamento, etc). (Benedictus Mário Mourão)

  • O que é crenoterapia?

    A crenoterapia é o método terapêutico baseado no uso das águas mineromedicinais e de seus gases espontâneos, da água do mar, de lama terrestre e marinha, em estabelecimentos dotados de equipamentos especializados. As águas minerais indicadas devem ser ingeridas no momento da surgência para aproveitamento máximo. (Benedictus Mário Mourão)


F.A.Q. 2 – Informações Presentes No Rótulo

  • O que as análises físico-químicas podem dizer da água mineral bioleve ?

    As análises físico-químicas dizem que a água mineral bioleve possui um bom equilíbrio de sais, sendo, por isso, classificada como leve. O seu pH em torno de 7,0, favorece ainda mais a leveza e maciez da água. As análises físico-químicas servem para classificar as águas. A bioleve é classificada como "Água mineral natural fluoretada fracamente radioativa na fonte".

  • O que é pH?

    pH significa potencial de hidrogênio. É a concentração de íons hidrogênio (H +) na água. O pH é utilizado para verificarmos o quão ácida ou básica (também chamada de alcalina) é uma solução, e varia em uma escala de 0 à 14. O pH das águas minerais podem variar bastante, em função da passagem ou não por rochas de diferentes composições durante sua filtração e formação.

    Valores abaixo de 7 e próximos de 0, indicam um aumento da acidez, enquanto que, valores acima de 7 e próximos de 14 indicam um aumento da basicidade (ou alcalinidade).

    Á Água Mineral Natural Lindoya bioleve tem pH em torno de 7,0 (neutro), portanto, é considerada como uma água neutra, o que colabora muito com seu sabor, leveza e maciez.

    NOTA: Alcalinidade representa a capacidade que um sistema aquoso tem de neutralizar ácidos a ele adicionados.

  • Por que as águas minerais possuem valores de pH diferentes?

    O pH das águas varia de acordo com a passagem ou não da água por rochas de diferentes composições. Águas com pH menor que 6, classificadas como ácidas podem ser de diversas origens, sendo freqüente a presença de gás carbônico.

    Já as águas com pH maior que 8, classificadas como alcalinas, normalmente se deve a presença de bicarbonatos ou carbonatos em sua composição. Á água mineral natural bioleve tem pH em torno de 7,0 (neutro), portanto, é considerada como uma água neutra, o que colabora muito com seu sabor, leveza e maciez.

  • A água com pH ácido ou básico faz mal à saúde?

    Não há restrições com relação a sua potabilidade, mas recomenda-se avaliação médica quanto maior o nível de acidez ou alcalinidade.

  • A potabilidade de uma água pode ser determinada pelo seu pH?

    Não. O pH não pode ser um indicador de potabilidade pois ele varia muito de acordo com a passagem da água por rochas de diferentes composições, ou seja, rochas cálcicas, magnesianas, bicarbonatadas e outras, sendo freqüente encontrarmos águas minerais com diferentes valores de pH.

  • O que é condutividade elétrica da água mineral?

    Condutividade elétrica é a capacidade que uma água possui de conduzir corrente elétrica e está relacionada com a presença de íons na água. Íons são partículas carregadas eletricamente, portanto, quanto maior a quantidade de íons, maior a condutividade.

    A condutividade elétrica tem relação proporcional ao teor de sais dissolvidos na água, podendo os mesmos serem estimados pela condutividade. Alguns íons diretamente responsáveis pelos valores da condutividade são cálcio, magnésio, potássio, sódio, carbonatos, sulfatos e cloretos.

    A Condutividade Elétrica pode variar de acordo com a temperatura e a concentração total de substâncias ionizadas dissolvidas e é expressa em MHOS/cm ou μS/cm.

  • O que é residuo de evaporação da água mineral?

    Resíduo de evaporação é o residual que sobra após a total evaporação da água (H2O) e está relacionado com o teor de minerais. Quando esse item mostra menos que 50mg/l a água pode ser considerada como muito pouco mineralizada; se mostrar mais de 1500mg/l ela pode ser vista como excessivamente rica em minerais, não sendo recomendada para consumo diário.

    A água mineral bioleve possui pequena quantidade de sais minerais na sua composição e seu resíduo de evaporação é de 83,94 mg/l, sendo recomendada para uso diário sem contra-indicações inclusive para a ingestão infantil.

  • Qual a classificação da água bioleve?

    A água mineral bioleve é classificada conforme suas características físico-químicas e composição química, sendo classificada como: ÁGUA MINERAL FLUORETADA FRACAMENTE RADIOATIVA NA FONTE.

  • O que é temperatura descrita no rótulo da bioleve?

    É a temperatura da água na fonte. As águas subterrâneas tem uma amplitude térmica pequena, isto é, sua temperatura não é influenciada pelas mudanças da temperatura atmosférica. A água da bioleve tem temperatura em torno de 22,0 °C na fonte.

  • Á água mineral tem cor?

    A cor de uma água é conseqüente de substâncias dissolvidas, quando pura e em grandes volumes é azulada. A água mineral pode ter cor máxima de 5 u.H (unidade de escala Hazen).

  • O que é turbidez em água mineral?

    Turbidez é a medida da dificuldade de um feixe de luz atravessar uma certa quantidade de água. Ela é causada por matérias sólidas em suspensão, como por exemplo, argila e material orgânico. A turbidez da água mineral é de no máximo 5,0 u.T. (unidade Jackson ou nefolométrica de turbidez).

  • O que é a dureza da água?

    A dureza é definida como a dificuldade de uma água em dissolver (fazer espuma) sabão pelo efeito do cálcio, magnésio, Fe, Mn, Cu, Ba e outros.

  • Qual a composição química da água mineral bioleve ?
      Fonte Santo Antonio 9* Fonte Jatobá 1**
    Bário 0,050 0,024
    Bicarbonato 62,23 93,78
    Cálcio 8,350 15,000
    Cloreto 0,10 0,88
    Estrôncio 0,045 0,056
    Fluoreto 0,05 0,02
    Fosfato 0,07 -
    Magnésio 4,640 8,180
    Nitrato 0,22 3,02
    Potássio 2,120 1,670
    Sódio 4,040 3,420
    Sulfato - 0,14
    *Análise nº 340/LAMIN/CPRM-SP, de 19/02/2016
    **Análise nº 287/LAMIN/CPRM-SP, de 15/12/2015
  • Como é a classificação das águas minerais quanto a sua composição química?

    Segundo o Código de Águas Minerais Decreto Lei N° 7841/45 a classificação é feita de acordo com sua composição química:

    Fontes Radioativas
    a) Fracamente radioativa: as que apresentarem no mínimo, uma vazão gasosa de 1 litro por minuto com um teor em radônio compreendido entre 5 e 10 unidades mache, por litro de gás espontâneo, a 200C e 760 mm de Hg de pressão:
    b) Radioativas: as que apresentarem no mínimo, uma vazão gasosa de 1 litro por minuto com um teor em radônio compreendido entre 10 e 50 unidades mache, por litro de gás espontâneo, a 200C e 760 mm de Hg de pressão:
    c) Fortemente radioativas: as que apresentarem no mínimo, uma vazão gasosa de 1 litro por minuto com um teor em radônio superior a 50 unidades mache, por litro de gás espontâneo, a 200C e 760 mm de Hg de pressão.
    Fontes Toriativas As que apresentarem, no mínimo, uma vazão gasosa de 1 litro por minuto, com um teor em torônio, na emergência, equivalente em unidades eletrostáticas a 2 unidades mache por litro.
    Fontes Sulforosas As que possuírem na emergência desprendimento definido de gás sulfídrico.
  • Qual a classificação das águas minerais quanto a temperatura?

    Segundo o Código de Águas Minerais Decreto N° Lei 7841/45 são classificadas quanto à sua temperatura como:

    Fontes Frias Temperatura inferior a 250ºC
    F. Hipotermais Temperatura compreendida entre 25ºC e 330ºC
    F. Mesotermais Temperatura compreendida entre 33ºC e 360ºC
    F. Isotermais Temperatura compreendida entre 36ºC e 380ºC
    F. Hipertermais Temperatura superior à 380ºC
  • Por que a composição-química da água mineral tem diferença entre as marcas? Por que não são todas iguais?

    Não existe uma água igual a outra porque seu conteúdo de sais minerais tem origem em função dos tipos de rochas por onde são filtradas. Influenciam também na sua composição, a radioatividade e temperatura de cada fonte.

  • Por que a água mineral bioleve é tão leve?

    A Água Mineral bioleve é classificada como leve, devido ao seu pH neutro, seu baixo resíduo de evaporação e a presença de oligominerais, ou sejam, diversos tipos de sais minerais presentes em pequenas quantidades.

  • Por que existem variações de valores da composição química do rótulo, quando comparada a outras análises feitas?

    Os teores minerais em uma água são constantes. O que pode ocorrer são pequenas variações entre os valores medidos por alguns testes, do que os que estão declarados no rótulo, devido a diversidade dos aparelhos e marcas para verificação da composição química. O que é observado frequentemente é que os valores dos testes e do rótulo são bem próximos.


F.A.Q. 3 – Água Mineral e Saúde

  • O fluor presente na água bioleve é adicionado? É benéfico? Qual a quantidade indicada?

    O flúor presente na água mineral natural bioleve não é adicionado, é natural. A concentração de flúor, que se encontra na água, na forma de fluoretos, é considerada bem abaixo das concentrações limites recomendadas, podendo ser consumida sem restrições.

  • É bom para as crianças beberem água com fluor?

    Sim. O flúor é necessário para prevenção contra as cáries, quando utilizado na higiene bucal. Contudo, para ingestão, a legislação vigente recomenda que não ultrapasse 1,0 mg/l, pois o excesso pode causar fluorose dental, que é observado pelo aparecimento de pontos brancos nos dentes, especialmente em crianças de 0 a 7 anos de idade.
    A concentração de flúor na água mineral bioleve, é encontrada na forma de fluoretos e sua concentração é muito abaixo das concentrações máximas permitidas.
    A baixa concentração de minerais encontrada na bioleve é muito saudável.

  • As águas tratadas possuem fluor? Qual a concentração indicada?

    As águas tratadas podem conter fluoretos naturais, provenientes do manancial de origem, ou através da adição artificial em concentrações controladas. Nas Estações de Tratamento de Água são quatro os principais compostos contendo fluoretos utilizados:

    Fluossilicato de Sódio(Na2 SiF6)
    Fluoreto de Sódio (NaF)
    Fluoreto de Cálcio (CaF 2)
    Ácido Fluossilícico (H2 SiF6)

    Normalmente, as águas de abastecimento público, recebem a fluoretação artificial.

  • Existe uma concentração de fluor padrão para as águas minerais naturais?

    A legislação vigente recomenda que de acordo com as concentrações de fluoretos presentes seja colocado no rótulo as seguintes definições:

    • "Contém fluoreto", quando o produto contiver mais que 1 mg/L de fluoreto;
    • "O produto não é adequado para lactentes ou crianças com até sete anos de idade", quando o produto contiver mais que 2 mg/L de fluoreto;
    • "Fluoreto acima de 2 mg/L, para consumo diário, não é recomendável", quando o produto contiver mais que 2 mg/L de fluoreto.

  • Para que a água bioleve é boa? Tem propriedades terapêuticas?

    A classificação é "água mineral natural fluoretada" sendo uma água leve, pH em torno de 7,0 (neutro), e não agride o sistema digestivo. A água mineral bioleve , traz importantes benefícios:

    • É um repositor hidroeletrolítico natural e ao contrário dos repositores artificiais, o natural é indicado também para consumidores de vida sedentária;
    • A presença de cálcio , auxilia na saúde do sistema cardiovascular e age como tranquilizante natural. O cálcio promove também mais saúde aos dentes e ossos;
    • Colabora para evitar cãimbras, veicula nutrientes para produção da energia celular e delas retira as toxinas;
    • Auxilia no controle corpóreo da temperatura e na substituição das águas das células;
    • A presença de magnésio auxilia no combate a tensão e a depressão; é indispensável na conversão do açúcar do sangue em energia; previne a formação de depósitos de cálcio e de pedras nos rins e colabora no funcionamento saudável dos nervos e músculos.

  • Há alguma contra indicação no consumo da água mineral bioleve?

    Não. A água bioleve é uma água caracterizada como leve, devido a presença de sais minerais e oligominerais em baixas concentrações e o pH ser neutro, em torno de 7,0, sendo uma água recomendada desde a infância até idosos sem restrições.

  • Pessoas hipertensas podem consumir a água mineral bioleve? A quantidade de sal (sais) não é prejudicial? Não alteram a pressão?

    Não há qualquer contra indicação para o consumo da água bioleve, devido a baixa concentração de sais.

sustentabilidade responsavilidade social